O Árbitro do Futebol Amador - Parte 2


O/A Árbitro (a) do Futebol Amador é mais que um profissional e sim um Guerreiro.
Além de ter a preocupação de se preparar, estudar e estar sempre em boa forma, tanto no quesito físico e no quesito psicológico, tem que suportar tantas coisas. Poderíamos citar várias, mas iremos falar nesse momento apenas de três: preconceito por atuarem no ramo (SIM, existe!), pouco reconhecimento profissional e Agressões Físicas e Psicológicas!
Você que está lendo deve pensar e refletir sobre isso.
Há muitas frases e campanhas na internet sobre Valorização de Profissionais do Amador e Paz no Esporte, mas infelizmente na Realidade, Pouca Prática.
Conversando com profissionais que atuam no Amador, muitos dizem que, além de ser uma imensa paixão, quando expõem seu ramo de atuação, muitos viram as costa.
Vejam bem, o profissional estuda, realiza o curso (seja em sindicatos, associações, federações), se prepara, se qualifica mais e mais, pois as regras se atualizam a cada ano, viajam horas para atuar, tendem a se organizar juridicamente para conseguirem mais oportunidades e tantas outras situações e ..... Conversando com profissionais que atuam no Amador, muitos dizem que, além de ser esse uma imensa paixão, quando expõem seu ramo de atuação, muitos viram as costas.  Há quem diga: vou procurar x ou y porque é qualificado (tem escudo x ou y) ou se é homem ou mulher  e por ai vai...
O que é isso meu povo?

Reflitam...
O que difere os bons e ruins profissionais não é onde atuam e sim o grau de interesse, experiência e qualificação em nível de conhecimento desses profissionais, assim com o em qualquer outro ramo de trabalho.
            O que difere um médico que atua no ramo privado ou no sistema público de saúde? Lembrando: o médico do sistema público pode ter estudado e se tornado por mérito seu servidor e o que atua no privado pode ter tentado e não ter capacidade apta a passar em um concurso, bem como pode ser um excelente profissional  e optar por uma carreira diferenciada.

Voltando à Arbitragem....
Árbitro do Amador não é Saco de pancada. Nunca foi e nunca será!
Qualquer tipo de agressão, Denuncie! 

Vejo equipes muito qualificadas no amador, outras já não tanto assim. Cabe a quem dirige esses times e clubes a qualificarem seus atletas. Esses também devem conhecer as regras do jogo e saber se posicionar como bons cidadãos dentro de jogo também. Treinem se querem resultados! Sejam os melhores, mas não atirem a responsabilidade aos Árbitros que podem errar sim... Errar é humano... Não são máquinas... Resolvam seus problemas com diálogo e trabalho, não no grito e com agressões!
Do Amador já saíram vários craques, seja da bola ou do apito e, Sem Incentivo, sem apoio, sem Valorização, muitos estão deixando de ter oportunidades.

Aos árbitros... às árbitras... Jamais desistam.
Como sabemos, as exigências a esses são menores do que a árbitros que atuam na elite do futebol, por exemplo.
Mesmo assim...
Honrem a camisa que vestem... a chuteira que calçam... Muito mais do que vocês já fazem... e busquem sempre ser os melhores.
Se vocês atuam no amador, isso demonstra toda paixão pela profissão... Trabalhe como estivesse em um campeonato mundial.
Seja a estrela sempre e não o Vilão.

Se....
Se você acha que falta experiência, vá com calma... busque orientações com  profissionais que já atuam a mais tempo e muito foco..
Se você acha que falta qualificação... Busque ler, conhecer novos horizontes... faça novos cursos... qualifique-se mais e mais...
Se você acha que é tão bom.. que é super experiente e qualificado o tamanho.... que está no ápice, mas pouco atua... busque conhecer a humildade... pois, excelentes profissionais, por mais qualificados que sejam,  são humildes, buscam a melhoria contínua a cada dia, se valoriza e não para no tempo...
A cada dia o mercado fica mais exigente, e com isso, a procura por profissionais qualificados aumenta. Hoje em dia não basta saber o básico, é importante ter tudo “a mais”: mais experiência, mais cursos, mais conhecimento, mais técnica, mais tudo.

Instituições do Futebol, Esferas Governamentais e Todos os Envolvidos... Abracem esses Profissionais e os Valorizem.
O mercado é uma linha de formação. Quanto mais valorizados, mais qualificação esses buscarão...  Valorização Motiva !!! Valorização Transforma!!! Os campeonatos serão beneficiados e melhores a cada dia.


Arbitragem... Um Amor.. Uma Paixão Infinita.
Por mais Valorização aos Profissionais do Amador.



Dica de Leitura:


2 comentários:

  1. Magnifico texto. Objetiva a colocação do assunto. Apesar de ser um ex-árbitro, atuei desde os 18 anos até 51 anos no futebol amador. Sempre procurei me qualificar, preparando-me física, técnica e psicologicamente para cada partida em que fosse atuar (adulto ou de base). Porém o maior adversário se apresentou: a idade. Mas continuo a amar a arbitragem, lendo e interpretando as Regras; às vezes não concordo, algumas alterações são meramente administrativa e não surtiram efeito positivo, e o futebol é prático, não aceita o meio termo. Prá finalizar, cumprimento autor do texto, e estou copiando, para quando tiver oportunidade, palestrar para os companheiros.

    ResponderExcluir
  2. La experiencia de los años vividos en las diferentes competencias, nos enseña las diferentes circunstancias y actitudes para poder afrontar cada partido de fútbol.Siendo de gran utilidad los nuevos alcances tecnológicos, nuevas reglamentaciones para facilitar la conducción de los encuentros y con la exigencia de la preparación fisica y conocimiento se a avanzado en mejora al Arbitraje, se va por buen camino.

    ResponderExcluir

Links Recomendados