Notícia na Mira: Edna Alves Batista a Segunda Mulher Apitando uma partida na História da Série A do Brasileirão


          O Blog Além do Apito, Grande Apoiador do Futebol e da Arbitragem Feminina, vem a Público falar o que muitas Mídias estão abordando hoje: A Escalação de Edna Alves Batista para Apitar a partida entre CSA e Goiás, válida pela sexta rodada do Brasileirão (Série A).
          Edna (na foto abaixo) é árbitra Central pertencente ao quadro Internacional da FIFA.



          Pertencente a Federação Paulista de Futebol, Edna será a segunda mulher na história do futebol brasileiro a apitar como árbitro central um jogo da Série A. Para relembrarmos rapidamente, a Primeira Mulher Apitar um jogo da Série A do Brasileirão foi Silvia Regina (na foto abaixo), em 2003, no jogo Guarani x São Paulo.  


          A Atuação feminina, nessa partida em que Edna vai apitar: Silvia Regina atuará como supervisora do VAR (assistente de árbitro de vídeo) !!!

          O anúncio foi feito, no dia de hoje, 21/05/19, em audiência pública na sede da CBF, pela a Comissão de Arbitragem da CBF dirigida por Leonardo Gaciba.
          A paranaense Edna, também está escalada para a Copa do Mundo Feminina, disputada no próximo mês, na França.
          Queremos Parabenizar Edna, por cada conquista, visto que, sem esforço, dedicação, garra e muito suor, as oportunidades não batem na porta. A mesma vem atuando muito bem em todas suas partidas onde é escalada, não somente hoje, mas a é uma crescente evolução. Nada mais Justo!
          Edna, Você merece! Estamos na Torcida Por Você!
          Que a ascensão de Edna seja um espelho para demais árbitras em nosso país, não somente sonharem, mas buscarem oportunidades com essa mesma garra e determinação! Com Fé em Deus e principalmente OPORTUNIDADES, tudo se alcança.


Abaixo, segue um Vídeo, disponibilizado pela CBF em seu canal do Youtube!
Pré-selecionada para a Copa da França 2019: Edina Batista, árbitra central



Opinião do Apito: A Bola no Futebol 07 (Sete)


O Futebol 07 (sete), como todos sabem, foi criado no Rio Grande do Sul (RS) e a Federação pioneira foi a Federação Gaúcha de Futebol Sete.
Um esporte, onde apita com dois árbitros, um em cada lado do campo, sempre mantendo a diagonal, tem algumas regras diferentes de outras modalidades como futsal e futebol de campo.
Chego a dizer, que o futebol 07 (sete), é um esporte único, onde escanteios são cobrados com as mãos, toda falta é tiro direto, e temos o famoso, e ao mesmo tempo, o desconhecido e emocionante SHOOT OUT.
Bem vindo ao meu mundo, e hoje te trago um pouco sobre ele, pela regra da Confederação Brasileira de Soccer Society, onde vamos falar da regra 02 (dois) "A Bola".



O que devemos saber é que:
• Cada equipe deve ter uma bola em condições de jogo e está bola ficar na mesa do representante.
• A bola para categorias Sub 07, Sub 09, Sub 11, Sub 13 e Sub 15 feminino a bola deve ter uma circunferência de 68 a 69 cm e de 6 a 8 Libras.
• E para categorias Sub 15, Sub 17, Sub 20, Principal, Principal Feminino, Veterano e Master a circunferência da bola deve ter de 68 a 69 cm e de 8 a 10 libras.

ATENÇÃO!
Se a bola ficar defeituosa com bola em jogo, o árbitro deve:
1° Parar o jogo;
2° Trocar a bola;
3° Reiniciar o jogo com bola ao chão no local a onde estava a bola, mas se está bola, estava dentro da área de meta, a bola ao chão, deve ser feito na intersecção da linha frontal e lateral da mesma (bico da área).
4° Se está bola, ficou defeituosa fora de jogo em um:
• Tiro ou arremesso de meta;
• Tiro de canto;
• Tiro livre;
• Lateral;
• Bola ao chão;
• Pênalti;
• Início de jogo;
• Reinício de jogo;
• Shoot Out.

Deve reiniciar o jogo depois que trocar a bola com a continuação normal desta.
Se a bola ficar defeituosa em posse do goleiro a bola deve ser trocada e reiniciada pelo mesmo.
Espero que tenha conseguido deixar claro a todos, os procedimentos que devemos cuidar na regra 02 (dois) e como disse o professor Milton Mattani:

_"Através do futebol aprendemos que todos tem a liberdade de ir e vir, com restrições, para que a vida em sociedade seja viável."

De: Jhefferson Rodrigues.

Opinião do Apito: Futebol 7 (Sete) - Atenção aos Uniformes dos Atletas e da Comissão Técnica


Futebol 07 (Sete) é um dos esportes que mais cresce no país. Muitos ex-atletas de futebol de campo jogão atualmente, porque além de ser um esporte com substituições ilimitadas e volantes, o campo é menor, é um esporte muito disputado e de grandes emoções.
Por estes motivos, trago a vocês a regra 04 (quatro), "Uniformes dos Atletas e da Comissão Técnica", pela regra da Confederação Brasileira de Soccer Society.
Vou ressaltar alguns pontos a meu ver que devemos cuidar que são:

• Caneleiras:
Uso deve ser obrigatório e feito com material apropriado (plástico, poliuretano ou material similar).
Palmilha e papelão, não pode!

Atleta "sem caneleira em jogo" o que o árbitro deve marcar?

Regra 09 (nove), "Infrações"
O atleta que "tocar a bola" sem estar devidamente uniformizado, deve se marcar falta pessoal do mesmo no local da infração e pedir para recompor seus equipamentos.
Outros acessórios que também devemos cuidar são se os atletas entrar em campo com colar, piercings, anéis, alianças inclusive imagens ou textos que façam apologia contrária à moral do esporte.
Não sendo obedecido, impedirá sua participação.
Claro que, devemos sempre antes de começar o jogo, ver se estão devidamente uniformizados, mas se no caso, alguns deles quiser dar uma de malandro, e entrarem em campo e tocarem na bola, deve se marcar falta pessoal do mesmo, contra sua equipe e pedir que o atleta retire o objeto.

Antes de iniciar a partida, devemos cuidar:
Os capitães das equipes, devem ser identificados com uma tarja fixada em um dos braços de cor diferente do uniforme, podendo estar ou não dentro do campo.
O goleiro deve usar uniforme de cor diferente dos demais atletas, inclusive do goleiro adversário.
Se uma ou ambas as equipes, não tiverem um goleiro reserva, a equipe deve apresentar outra camisa de goleiro com número diferente de seus atletas registrados em súmula, mas se a equipe for utilizar um atleta já escrito em súmula, como goleiro reserva "o mesmo só poderá atuar com camisa de cor diferente, mas com a mesma numeração que se inscreveu anteriormente."
Os componentes da comissão técnica para permanecerem no banco de reservas, devem estar vestidos com calça ou agasalho, camisa com mangas ou similares, sapato, tênis ou chuteira apropriados.
Quando utilização de bermuda, está deverá ser representativa de sua equipe.



OBSERVAÇÕES:
           Comissão técnica não pode estar de:
• Sandália;
• Chinelo;
• Pé descalço;
• Regata;
• Nenhuma bermuda que não seja representativa de sua equipe.

Devemos cuidar nos atletas:
• Que eles não devem ter ataduras e esparadrapo por fora da meia se não for da mesma cor da meia;
• Calção térmico, somente da mesma cor predominante do calção;
• Se estão com caneleiras;
• Sem objetos perigosos;
• Meias caídas não podem, pois devem estar sempre levantadas;
• Não podemos esquecer que se o capitão for expulso deverá indicar outro atleta para função;
• É completamente obrigatório aos atletas postados no banco de reservas usarem coletes, inclusive para o aquecimento e com cores diferentes das camisas das equipes, devendo ter cor única para todos os atletas e os coletes não devem ser iguais aos da equipe adversária.

ATENÇÃO!
Nunca inicie uma partida sem uma camisa de goleiro reserva no banco, e não deixe nenhum atleta ficar no banco de reservas se a equipe não tiver coletes para os atletas postados no banco.

Os finalmentes...

Uma arbitragem preventiva, sempre é bom para um jogo tranquilo e sem problemas futuros. Sei que as regras estão no livro, e qualquer coisa é só aplicar, mas o que é melhor, se remediar, e facilitar sua arbitragem, ou aplicar e se incomodar?
Lembre se, a melhor arbitragem é sempre aquela que não aparece.

De: Jhefferson Rodrigues.

Um vício recorrente no Futebol: Reclamar da Arbitragem - Reflexões

Esse post visa fazer uma breve reflexão quanto a criticas recorrentes a arbitragem brasileira nesse início de Brasileirão 2019.
Trata-se de um comportamento recorrente no futebol brasileiro e, talvez com menos intensidade, mundial: debitar na conta do desempenho da arbitragem os insucessos do time dentro de campo. É um mecanismo de defesa utilizado especialmente por dirigentes e torcedores e, eventualmente, sancionado por comentaristas esportivos.
Por mais que seja desagradável para os que militam no universo do apito e das bandeiras, é forçoso reconhecer que nem sempre as críticas negativas são injustas. Erros acontecem no exercício de todas as profissões, inclusive no mundo do futebol, onde zagueiros calejados cometem falhas bisonhas e centroavantes consagrados erram gols feitos, inclusive em faltas cobradas a partir da marca da cal. Logicamente, árbitros e assistentes não estão imunes a estes tropeços profissionais mesmo com o auxílio do árbitro VAR por vezes evidentes.


Sendo assim, a categoria dos homens e mulheres de preto já está acostumada às restrições ao seu desempenho dentro das quatro linhas. Faz parte do jogo: a crítica ao trabalho da arbitragem, mesmo quando injusta, faz parte da cultura do futebol. O espetáculo das multidões não pode e não deve parar por causa disto.
Agora, cabe diferenciar estas situações frutos da paixão clubística – algumas óbvias, outras simplórias – das manifestações grosseiras e injuriosas que ferem a honra pessoal do árbitro ou assistente. Estas últimas serão sempre alvo de repúdio e, mais do que isto, de ações judiciais por parte das entidades sindicais representativas da arbitragem do futebol brasileiro, sempre visando preservar a honra e a dignidade pessoal e profissional dos homens e mulheres do apito que contribuem com seu ofício para promover a grandeza do futebol brasileiro. No mais, o juiz trila o apito e o bola começa a rolar com um bom espetáculo para todos.

ALEXANDRE MARQUES -  EX-ARBITRO SAFERGS

Notícia na Mira: Sequência da Copa do Brasil e o Brasileirão 2019 utilizam Novas Regras da FIFA


            A notícia que mais empolga no meio do futebol este ano, principalmente no que se refere ao Campeonato Brasileiro 2019 e a Copa do Brasil (a partir das quartas de finais) é referente as  mudanças nas regras do Jogo.
            Muitas pessoas vão ficar na Dúvida: Mas essas mudanças não seriam apenas em Junho?

           
           Vamos lhe explicar o que ocorre:
            Muitos esperavam APENAS de início a atuação do VAR (Arbitro de Vídeo) em todas as partidas disputadas. De certa forma, apenas esse detalhe já seria uma grandiosa evolução ao futebol, bem como auxilio as equipes de arbitragem que atuam, de acordo com o protocolo adotado (PROTOCOLO VAR).
            Mas não parou por aí não!
            As 14 mudanças aprovadas pela International Football Association Board começarão a valer mundialmente apenas em julho de 2019 (terão validade a partir de 1º de Junho). De maneira sábia, a Comissão de Arbitragem do Brasil pediu autorização para que essas mudanças fossem adotadas no início do Brasileirão e a solicitação foi atendida. Logo, a partir desta data, 27 de abril de 2019, as mudanças das Regras estarão em Ação.

            O que muda?
            Ao longo da ultima semana, divulgamos aqui no Blog todas essas mudanças.  Iniciamos pelo Post Mudanças das Regras do Jogo - Futebol - 2019/2020, disponível no link https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/mudancas-das-regras-do-jogo-futebol.html

            Na sequencia, foi realizado um detalhamento, em diversas postagens, sobre cada mudança em específico. São elas:
Opinião do Apito: A mudança para Junho sobre Substituição no Futebol – Regra 3 (Três). Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-mudanca-para-junho.html

Opinião do Apito: A mudança da Bola ao Chão e na Regra 8 (oito) e 9 (nove) do Futebol. Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-mudanca-da-bola-ao.html


Opinião do Apito: Junho e a mudança da Regra do Futebol - Tiro Livre e Tiro de Meta. Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-junho-e-mudanca-da.html

Opinião do Apito: Junho - A Barreira e sua Mudança no Futebol. Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-junho-barreira-e-sua.html

Opinião do Apito: É Pênalti! No Futebol - O que muda na regra? Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-e-penalti-no-futebol-o.html

Opinião do Apito: Yellow Card e Red Card para Comissão Técnica. Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-yellow-card-e-red-card.html

Opinião do Apito: Mudanças na Regra do Futebol - Comemorou de modo imprudente e o gol foi anulado, igual, cartão nele! Disponível em:  https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-mudancas-no-futebol.html

Opinião do Apito: Mudanças na Regra do Futebol - É mão ou não é!? Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-mudancas-no-futebol-e.html

Opinião do Apito: Mudanças na Regra do Futebol - A Polêmica do Recuo de Bola ao Goleiro. Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-mudancas-na-regra-do.html

Opinião do Apito: Mudanças na Regra do Futebol - A Lei da Vantagem. Disponível em: https://blogalemdoapito.blogspot.com/2019/04/opiniao-do-apito-mudancas-na-regra-do_27.html

            Você provavelmente vai pensar: Se são 14 mudanças e 11 matérias... onde estão as demais (+3)?
            Explicamos-te: Há situações que estão nas mudanças que aproveitamos o mesmo gancho em uma matéria e englobamos essa, juntamente para ficar melhor seu entendimento. Fique calmo(a) que o conteúdo está completo.
            Sabemos que a os ânimos estão a mil e é grande pelo novo Livro de Regras, porém... vamos aguardar.


Que esse ano, o Gol seja mais bonito ao campeonato, não seja apenas meros números!



Opinião do Apito: Mudanças na Regra do Futebol - A Lei da Vantagem


            Vamos falar do dia primeiro de Junho, estou até me sentindo um cigano, nós últimos dias, falando muito do futuro.
            Vantagens, e assim que vivemos neste mundo, principalmente para empréstimos, sempre todos, vem nós oferecendo vantagens. (risadas)


            A vantagem no futebol ela existe também, mas essa é sempre, para beneficiar a equipe, que sofreu a infração (falta). O que diz a regra 12(doze), "Faltas e Incorreções", atualmente:

_"Se o árbitro aplicar uma vantagem depois de uma falta punível com cartão amarelo ou expulsão, a advertência ou expulsão deve ser aplicada quando a bola estiver fora de jogo, exceto quando for cortada uma clara oportunidade de gol e ainda assim o gol for marcado, pois nessa hipótese o jogador deve ser punido com cartão amarelo, por atitude antidesportiva."

            E a regra complementa:
_" Que não deve ser aplicada a vantagem em situações de jogo brusco grave, conduta violenta ou em caso de segundo cartão amarelo, a menos que se trate de uma clara oportunidade de gol. Neste caso, o árbitro deve expulsar o jogador na primeira interrupção de jogo, a não ser que o jogador jogue a bola, a dispute ou interfira em um adversário, caso em que o árbitro deve parar o jogo com um tiro livre indireto contra sua equipe do jogador expulso, a menos que o jogador tenha cometido uma infração mais grave."

            Já em Junho teremos uma atualização na regra a onde:
_ "Se um jogador comete uma falta merecedora de cartão amarelo ou vermelho, e a equipe adversária bate a falta rapidamente para criar uma situação clara de gol, o árbitro deve deixar o jogo seguir e depois aplicar o cartão. Se o cartão inicial fosse vermelho por impedir uma oportunidade clara de gol, com a sequência da jogada que criou uma nova oportunidade de gol, o cartão passará a ser amarelo."

            Capiche, entendeu?
            Antes dessa mudança, o árbitro não podia dar essa vantagem. Tinha que aplicar o cartão antes da falta, porque depois da cobrança não poderia mais mostrar o cartão.
            Espero que vocês tenham gostado de todas as matérias, que postei sobre as novas regras, nestes últimos dias, e seja de um grande conhecimento e a aprendizado a todos.

De: Jhefferson Rodrigues.

Opinião do Apito: Mudanças na Regra do Futebol - A Polêmica do Recuo de Bola ao Goleiro


            Voltando ao assunto das novas regras de futebol de campo, que serão aplicadas em Junho, entramos na regra que eu menos gostei. Porque não gostei e porque eu entendo a mudança?
            Eu não gostei, porque na várzea que é um lugar muito difícil de apitar, e não tem o Árbitro de Vídeo (VAR) (a não ser os campeonatos em São Paulo onde a TVila atua com o VAR da Várzea)... vai dar confusão, pois ali, não tem segurança e muitos leigos. 
          Eu sei que o árbitro no futebol profissional hoje, tem a oportunidade de acertar com o VAR e o goleiro, também terá essa oportunidade se errar. Nesse caso há uma diferença muito grande entre o goleiro que treina todo dia no profissional e um árbitro que apita e trabalha, mas faz parte.



            Vamos rever o que diz a regra 12(doze), " Infrações e incorreções" atualmente:
_" Se o goleiro receber a bola diretamente de um arremesso lateral ou diretamente com os pés de um companheiro e pegar a bola com as mãos, dentro da área o árbitro deve marcar um Tiro livre indireto (TLI) contra sua equipe no local a onde cometeu a infração. Salvo se for dentro da área de meta que deve ser cobrado na intersecção da linha de meta paralela com a área de meta."

            O que na nova regra em Junho vai mudar:
_" Se um goleiro tenta chutar a bola vinda de um arremesso lateral ou recuo de bola de um jogador de sua equipe, mas esse chute sai errado ou ele não acerta a bola, ele pode então pegar a bola com a mão."

            Eu entendo o senso de justiça colocada pela IFAB, mas teremos mais debates para arbitragem e quem sabe, até alguns goleiros estabanados com mais chances de seleção.

De: Jhefferson Rodrigues.

Links Recomendados